O Financiamento Imobiliário é o formato mais comum de comprar de casas ou apartamentos. Descubra quais são as linhas de crédito mais acessíveis ao seu orçamento.

Saiba tudo sobre o programa Casa Verde e Amarela

Financiamento Imobiliário

financiamento imobiliário

Boa parte considerável da população brasileira sonha com o imóvel próprio, sobretudo, as classes média e baixa. Uma das maneiras mais seguras e rápidas é buscar crédito em instituições financeiras e até mesmo construtoras. Além disso, o Governo Federal dispõe de programas de habitação voltados as pessoas de renda familiar limitada. Entenda nos próximos pontos como e quais são os tipos de Financiamento Imobiliário.

É basicamente o ato de financiar, ou seja, pegar empréstimo e comprar um imóvel. Porém, não é simplesmente ir numa agência bancária ao obter crédito, este processo tem etapas e documentos. Primeiramente, quem solicita esse tipo de empréstimo deve ter o nome limpo na praça. Porém, pessoas cujo o CPF está restrito, dificilmente encontraram alguma instituição financeira disposta a liberar um Financiamento Imobiliário. Cumprida tal exigência, o tomador ainda passará por:

Publicidade

Avaliação de Crédito

O banco verifica o seu Score, por exemplo, além de confrontar sua renda e quando do orçamento familiar poderá ser comprometido no financiamento. Normalmente o crédito só empenha até 30% do salário.

Apresentar documentação completa

A fase documental é condicionante, sobretudo do imóvel, pois não pode ter débitos de IPTU, dentre outros. No caso de imóveis usados, o vendedor também precisa estar quites, e bancos como a Caixa Econômica Federal solicitam, inclusive, certidões negativas de débito.

Firmar contrato

Concluída as etapas mencionadas anteriormente, chega o momento de formalizar os valores e período do Financiamento Imobiliário. O tomador sai conhecendo todas as cláusulas contratuais e o que deve ou não fazer. Em relação aos tipos de financiamento disponíveis no mercado, temos:

  • SAC;
  • SACRE;
  • SFH;
  • SFI;
  • Sistema Price;
  • Minha Casa Minha Vida.

Prestações

Dependendo do tipo de Financiamento Imobiliário escolhido, terá percentuais de taxa e juro, bem como limites de parcelas, específicos. Contudo, 420 é a quantidade máxima de prestações de Financiamento Imobiliário de uma casa ou apartamento. Ou seja, um total equivalente a 35 anos (sem atrasos). Por outro lado, nos modelos SAC, SACRE e Sistema Price é possível antecipar parcelas, reduzindo o tempo total do compromisso.

Taxas de financiamento

As taxas aplicadas num Financiamento Imobiliário, também, variam conforme o tipo da linha de crédito escolhido. Quem vai recorrer a esta modalidade de empréstimo precisa se inteirar nos seguintes fatores:

Publicidade

  • TR;
  • IPCA;
  • Taxa Pré-fixada.

Seus percentuais (no ato da contratação do financiamento) determinam o valor da prestação. Decerto, ainda podem incidir no valor da parcela contratação de seguros e outras cobranças administrativas determinadas pelo credor.

Minha Casa Minha Vida

É atualmente o programa de habitação mais utilizado, principalmente, por cotistas do FGTS, pois é possível utilizar este fundo como entrada no financiamento. Outra vantagem do programa é dele permitir a solicitação de recursos ao reformar ou construir, em moldes semelhantes ao utilizado na compra de imóveis. As características de destaque desse projeto são:

  • Atende famílias cuja a renda é de R$ 1,8 mil até R$ 7,0 mil;
  • Possibilita a contratação de pequenas parcelas;
  • Pode ser usado na aquisição de imóveis novos e usados;
  • Construtoras de todo o país estão cadastradas no programa, o que favorece a oferta.

Entretanto, desde agosto de 2020 o projeto integra as diretrizes do Programa Casa Verde Amarela (atual conjunto de regras propostas pelo Governo Federal).

Amortização de Dívida

É uma forma de abater as prestações do Financiamento Imobiliário. É mais viável quando se utiliza modalidades de descontos ao se antecipar o pagamento da parcela. E como adiantado, dentro da lista mencionada acima, é possível amortizar a dívida de um imóvel optando pelos seguintes formatos:

Publicidade

  1. Sistema Price – Aqui as parcelas são fixas, juro decrescente e amortização crescente.
  2. SAC – As prestações reduzem ao longo do financiamento, porém tendo variação da taxa de juro.
  3. SACRE – Tem aumento da amortização; a parcela aumenta ao longo do tempo, e depois diminui.

O fundamental ao escolher o tipo de Financiamento Imobiliário é ler nas entrelinhas, e nunca comprometer seu orçamento com valores que não pode pagar.

Como se inscrever no programa Morar Bem 2021?